segunda-feira, 8 de setembro de 2008

encontro com Dê.




(Em sussurros:)
- Queres dar-lhe uma moeda?
- Não. Ele não está aqui para pedir moedas...
- Pois não, mas eu fiquei com vontade de lhe dar uma moeda.
- Eu fiquei com vontade de lhe dar a mão.


(Sabem, passados uns minutos ele abriu os olhinhos, pestanejou 3 vezes, inclinou a cabeça para cima e... as suas rugas abriram-se num sorriso. Doce.)




[Catedral-Basílica de Nuestra Señora del Pilar, Zaragoza]

5 comentários:

Anjo disse...

Linda a cena e lindo o texto.

Sofia disse...

Eu também fico assim nestas situações, dá-nos sempre vontade de lhes dar alguma coisa, não tem de ser obrigatoriamente moedas, mas alguma coisa. Tenho sempre vontade de "me dar-lhes"; um pedaço de amizade, um bocado de compaixão, uma pitada de ajuda. Dar-lhes um pouco do Amor que existe de tantas e variadas maneiras dentro de cada um de nós.

Rita. disse...

=)

Não passava aqui há já uns bons tempos...foi bom, tão bom, voltar e ler isto =)*

Andreia Sofia disse...

Os idosos são o nosso passado!! Devemos trata-los com respeito, carinho, amizade e amor!!

Gostei muito do texto e da foto! Parabéns*

Beijinhos :)

Inês disse...

fiquei muito feliz por encontrar um blog tão bonito :D