terça-feira, 3 de novembro de 2009

there's a little bit of me inside you


dimensões que só o coração sabe...


The sky was the blankest sheet,
we drew lines upon it so we could meet.


[shine like gold in the air of summer, em mim, sempre.]




(está a tornar-se evidente a necessidade de uma máquina muito melhor... para breve, quem sabe. mas, o mais importante, é mesmo o que fica cá dentro.)

2 comentários:

j. disse...

Em Lisboa também foi tão lindo!!!! (L)
Beijinho*

d. disse...

realmente, as máquinas não são, de todo, precisas para estas coisas! *